Postes inteligentes: infraestrutura para as cidades do futuro

Atualmente, nas cidades, podemos ver implementações de infraestrutura em vigilância por vídeo, iluminação, sinalização, placas informativas, sistemas de transmissão de conteúdo público, entre outros. Esses dispositivos têm uma coisa em comum: geralmente são montados em postes.
Início " Blog " Cidades inteligentes " Postes inteligentes: infraestrutura para as cidades do futuro
Conteúdo

Novas formas de pensar sobre nossas cidades 

A infraestrutura urbana sempre desempenhou um papel fundamental em nossas cidades. Cada projeto de construção tem um duplo impacto sobre os cidadãos: nos alegramos quando temos uma nova estrada de asfalto, mas sofremos quando, para isso, é preciso cortar o tráfego, atordoando-nos com o barulho das máquinas e com os diferentes tipos de poluição que isso acarreta. 

Atualmente, nas cidades, podemos ver implementações de infraestrutura em vigilância por vídeo, iluminação, sinalização, placas informativas, sistemas de transmissão de conteúdo público, entre outros. Esses dispositivos têm uma coisa em comum: geralmente são montados em postes. 

Quando se trata de instalar um novo poste, hoje em dia podemos optar por uma alternativa inteligente, que permite que todos os dispositivos mencionados acima sejam integrados em um único, sem grandes esforços ou custos. 

Evolução: de lanternas a postes inteligentes 

Os postes de iluminação existem desde sempre, por assim dizer, desde as primeiras tochas, lamparinas a óleo e, depois, lâmpadas elétricas; mas não vamos fazer rodeios. A questão é que o conceito de postes inteligentes só começou a aparecer nos últimos anos.  

Naturalmente, com a expansão da conectividade e o desenvolvimento da Internet das Coisas(IoT), a primeira evolução dos postes foi fornecer inteligência ao sistema de iluminação. Esses sistemas inteligentes consistem em um painel de controle central a partir do qual as luminárias e seu status são gerenciados, a ativação e o desligamento são programados e até mesmo os mais modernos incluem atividade e detecção dinâmica de brilho. 

Com o advento dos sistemas de vigilância por vídeo para cidadãos, o mais fácil era colocá-los nos postes já instalados, o que era prático em alguns aspectos, mas certamente não levava em conta a estética da infraestrutura. Isso significava colocar caixas grandes nos postes, o que se tornou um alvo frequente de vandalismo. 

Assim, com os sistemas de vigilância e outros equipamentos que foram posteriormente adicionados a eles (mesmo que não estivessem ligados à sua função original), surgiu o conceito de poste inteligente como o conhecemos. Ou seja, o dispositivo projetado para abrigar diferentes tipos de equipamentos de forma harmônica e simples e controlado a partir de um único sistema central. 

Clique duas vezes no poste inteligente: quais componentes ele tem e quais serviços oferece?

Por definição, um poste inteligente tem uma coluna de aço criada para suportar e instalar diferentes dispositivos, bem como um compartimento interno onde são distribuídas a energia e a conectividade para os equipamentos que podem ser instalados. Para isso, o poste tem um computador encarregado de interagir com os dispositivos, processar as informações e compartilhar a conectividade. 

Em termos de dispositivos, os seguintes dispositivos estão atualmente instalados nos postes: 

  • Luminária inteligente 
  • AP Wifi 
  • Câmera 
  • Tela 
  • Estação meteorológica 
  • Microcélulas celulares 
  • Alto-falantes para conteúdo de streaming 
  • Botão de chamada de emergência 
  • Carregador CA para veículos elétricos
POSTES INTELIGENTES

O papel dos postes inteligentes para a infraestrutura 5G 

Na lista acima, um dos itens pode ser de maior interesse, especialmente para as operadoras de telefonia: a capacidade de servir como infraestrutura para uma base de rádio 5G. 

O custo de implantação de um site de telecomunicações, seja com sua própria infraestrutura (postes, torres) ou com infraestrutura de terceiros (fachadas, telhados), é significativo. Isso, somado ao fato de que as futuras implantações de 5G exigirão uma densidade maior de pontos de acesso, torna a possibilidade de alojar uma célula 5G em postes uma opção atraente. 

Um dos países que já optou por essa alternativa é o Japão. Na cidade de Tóquio, foi definida a estratégia Tokyo Data Highway desde 2020, que envolve a instalação de postes inteligentes com a premissa de abrigar células 5G para várias operadoras. 

Mais aplicativos: que outras áreas podem se beneficiar dessa tecnologia? 

O conceito de postes inteligentes está longe de se limitar às cidades: atualmente, muitos campi privados (corporativos, universitários, shopping centers etc.) estão optando por implantar postes inteligentes internamente. 

Para essas "pequenas cidades", essa solução atende a todas as suas necessidades, seja implementando-a do zero ou transformando os polos existentes.  

Os postes inteligentes permitem que todos os sistemas sejam unificados na mesma solução de infraestrutura e plataforma de gerenciamento. Dessa forma, não é mais necessário ter um sistema para luminárias, um para CCTV, um para sinalização inteligente ou uma infraestrutura celular específica em cima da infraestrutura existente do edifício.  

Um investimento no futuro 

O futuro reserva avanços rápidos nessas tecnologias, que continuam a acrescentar mais funcionalidades a cada dia. A instalação de postes inteligentes trará uma infinidade de aplicativos e dispositivos que veremos surgir ao longo dos anos, um investimento que se baseia em planejamento e economia. 

Países como Espanha, Estados Unidos, Austrália, Japão e até mesmo a Colômbia em nossa região já estão implantando esses sistemas.


José Luis Nunes, gerente de linha de produtos de IoT e cidades inteligentes.

Joselo é engenheiro elétrico (Telecomunicações) pela Universidade da República.

Ele faz parte da Isbel há 8 anos, com uma trajetória de mais de 6 anos na área de pós-venda e implementação de grandes projetos. Atualmente, lidera as verticais de Internet das Coisas e Cidades Inteligentes.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Entradas relacionadas

inteligência artificial

Inteligência artificial generativa nos negócios

Cada vez mais empresas estão incorporando aplicativos de IA generativa em suas operações. Como os funcionários percebem o impacto dessas ferramentas, o quanto estão familiarizados com elas e se há diferenças no uso entre perfis técnicos e não técnicos?

Veja mais "