Tendências de telecomunicações para 2024

Federico Morales explora as tendências mais relevantes de 2024 e dos próximos anos no mundo das telecomunicações.
Início " Blog " Tecnologias de telecomunicações " Tendências em telecomunicações para 2024
Conteúdo

À medida que avançamos para 2024, o cenário das telecomunicações parece empolgante e cheio de oportunidades. Desde a proliferação da tecnologia 5G até a convergência da inteligência artificial (IA) e da Internet das Coisas (IoT), há grandes desenvolvimentos no horizonte que estão moldando o futuro do setor.

Neste artigo, exploramos algumas das tendências que moldarão a direção das telecomunicações nos próximos anos e seu impacto sobre a sociedade, a economia e a tecnologia.

Aplicativos 5G avançados em diferentes setores

A tecnologia 5G tem sido o foco de atenção na área de telecomunicações devido a seus recursos revolucionários. Oferecendo velocidades de conexão ultrarrápidas, baixa latência e maior capacidade de rede, o 5G está abrindo caminho para uma nova era de comunicação e conectividade. Essa quinta geração de redes móveis promete uma experiência de usuário aprimorada, além de impulsionar a inovação em uma ampla gama de aplicativos e serviços.

A implantação e a expansão das redes 5G estão transformando o cenário da conectividade em todo o mundo. Os países estão competindo para liderar a corrida tecnológica e investindo em infraestrutura de ponta para implantar o 5G em larga escala.

Em termos de aplicações concretas, o 5G na educação está revolucionando a maneira como os alunos acessam o conhecimento e se envolvem em experiências de aprendizagem on-line. Por exemplo, os alunos podem participar de aulas virtuais imersivas e em tempo real, acessar recursos educacionais interativos e colaborar com colegas de qualquer lugar de forma ininterrupta.

Tivemos um caso real disso na Quantik: no ano passado, realizamos uma experiência educacional de realidade virtual em conjunto com a Faculdade de Economia, cujos resultados foram apresentados em um congresso nos Estados Unidos.

Na manufatura, o 5G está possibilitando a manufatura inteligente, também conhecida como Indústria 4.0. Graças à sua conectividade ultrarrápida e confiável, as fábricas podem implementar sistemas de automação avançados, como robôs e máquinas interconectadas, para otimizar a produção, melhorar a eficiência e reduzir os custos operacionais. Além disso, o 5G permite a incorporação de soluções de manutenção preditiva que ajudam a evitar falhas nas máquinas e a minimizar o tempo de inatividade.

Recomendo este artigo do Mauricio, no qual ele detalha usos inovadores de tecnologias que funcionam perfeitamente com o 5G (realidade aumentada ou virtual, entre outras). Em relação ao parágrafo anterior, um caso de uso consiste em um especialista que auxilia remotamente um operador de qualquer lugar do mundo em tempo real enquanto o operador está operando uma máquina com um visor.

No setor de entretenimento, essa tecnologia está trazendo experiências imersivas e personalizadas para os usuários. Com velocidades de download ultrarrápidas e baixa latência, os usuários podem transmitir perfeitamente conteúdo de vídeo em resolução 4K ou até 8K, desfrutar de jogos on-line sem interrupções e acessar serviços de realidade virtual e aumentada de alta qualidade a partir de seus dispositivos móveis.

O 5G também facilita a criação de conteúdo interativo e experiências de transmissão ao vivo que permitem que os espectadores participem ativamente e mergulhem no conteúdo.

Além dos exemplos que mencionei, o impacto do 5G também pode ser visto nessas áreas:

  • Na área da saúde, está impulsionando avanços significativos no atendimento médico, permitindo aplicativos como telessaúde, telemedicina e cirurgia remota. Por exemplo, os médicos podem realizar consultas virtuais em tempo real, compartilhar imagens médicas de alta resolução e operar um paciente usando robôs cirúrgicos controlados remotamente, graças à baixa latência e à alta confiabilidade do 5G.

  • No setor de transporte e logística, essa tecnologia permite a comunicação entre veículos autônomos, infraestrutura rodoviária e sistemas de gerenciamento de tráfego. Isso permite uma direção mais segura e eficiente, bem como a implementação de serviços de compartilhamento de viagens e de entrega de última milha. Em particular, na logística, o 5G facilita o gerenciamento em tempo real de frotas de veículos, o rastreamento de mercadorias e a otimização de rotas.

  • Para o setor de energia, ele facilita o gerenciamento de redes inteligentes, o monitoramento de ativos essenciais e a otimização da distribuição de energia. Isso permite maior eficiência energética, resposta mais rápida às flutuações da demanda e integração mais suave das fontes de energia renováveis.

  • Também há aplicações para o setor agrícola e florestal: essa tecnologia permite o monitoramento em tempo real das colheitas, a automação dos processos agrícolas e a otimização de recursos como água e fertilizantes. Isso ajuda a aumentar a produtividade, reduzir os custos e minimizar o impacto ambiental. Outra funcionalidade possibilitada pelo 5G é a detecção precoce de incêndios florestais, usando sensores de gás que emitem alertas em tempo real.

Integração da inteligência artificial (IA) e do aprendizado de máquina nas telecomunicações

A IA está transformando todos os setores, inclusive o de telecomunicações. Compartilho um artigo muito abrangente de um colega sobre esse tópico, que discute como a IA aplicada às empresas de telecomunicações melhora o gerenciamento da rede e a eficiência energética (em áreas como a antecipação de problemas e a otimização do desempenho) e como ela pode ajudar na segurança cibernética.

Conectividade aprimorada para IoT

A IoT teve um crescimento exponencial, possibilitado pelo desenvolvimento de redes mais rápidas e confiáveis (5G). Como resultado, houve uma proliferação de dispositivos conectados que oferecem serviços inteligentes e automatizados em diferentes contextos.

Hoje, naturalmente, vemos todos os tipos de dispositivos conectados e fornecendo informações em tempo real. Sejam dispositivos vestíveis que monitoram os sinais vitais e oferecem suporte a intervenções médicas proativas, gerenciamento de inventário inteligente que melhora a experiência do cliente na loja ou sistemas inteligentes de controle de edifícios que gerenciam a iluminação e o ar condicionado, melhorando a eficiência energética.

A IoT está transformando as cidades em ambientes inteligentes que melhoram a qualidade de vida por meio da otimização do tráfego, do gerenciamento eficiente dos serviços públicos e da melhoria da segurança pública. O Uruguai lidera a região na aplicação da IoT na medição de eletricidade.

Essa tecnologia aproveita a conectividade de cada medidor para monitorar e gerenciar o consumo de eletricidade remotamente. Os dados coletados pelos medidores inteligentes são transmitidos às empresas de serviços públicos, permitindo uma análise mais detalhada do uso de energia, detectando falhas em tempo real e otimizando a distribuição de eletricidade.

Também oferece aos usuários a possibilidade de escolher entre diferentes esquemas tarifários. Isso resulta em um gerenciamento de energia mais eficiente e na promoção de redes inteligentes.

Desafios de segurança

Todo dispositivo de IoT representa um possível ponto de entrada para ataques cibernéticos. A autenticação forte e a criptografia de dados são essenciais para proteger a comunicação entre dispositivos e redes. Além disso, é fundamental gerenciar as permissões e o acesso para garantir que somente usuários e dispositivos autorizados possam acessar a rede e os dados. As atualizações e os patches de segurança regulares tornam-se um desafio para as equipes de TI e segurança das empresas, devido ao grande volume e à diversidade de dispositivos conectados.

Além disso, a privacidade dos dados do usuário é uma preocupação, pois a coleta e a análise de dados em larga escala representam riscos significativos se não forem tratadas adequadamente. Portanto, a implementação de tecnologias de segurança avançadas e o desenvolvimento de padrões de segurança uniformes são uma prioridade para lidar com essas vulnerabilidades.

Em um próximo artigo, continuaremos essa exploração dos desenvolvimentos do setor de telecomunicações discutindo blockchain e segurança cibernética e a conectividade fornecida por satélites de baixa órbita.


Por:

Federico Morales, gerente de negócios.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Entradas relacionadas

inteligência artificial

Inteligência artificial generativa nos negócios

Cada vez mais empresas estão incorporando aplicativos de IA generativa em suas operações. Como os funcionários percebem o impacto dessas ferramentas, o quanto estão familiarizados com elas e se há diferenças no uso entre perfis técnicos e não técnicos?

Veja mais "