POL: a solução de rede que substitui o cabeamento estruturado

Início " Blog " Uncategorized " POL: a solução de rede que substitui o cabeamento estruturado
Conteúdo

O POL(passive optical LAN) é uma solução de rede de alto desempenho, mais eficiente e ambientalmente correta que substitui o cabeamento estruturado tradicional e outros elementos de rede, como switches.

As empresas são frequentemente forçadas a melhorar suas condições de conectividade, o que significa ampliar suas redes para garantir um melhor desempenho. Tradicionalmente, as redes locais (LANs) usam arquitetura de cobre, e as mesmas redes são freqüentemente usadas para múltiplos serviços, tais como câmeras de vigilância por vídeo ou wifi.

A atualização deste tipo de arquitetura normalmente envolve a colocação de mais cabos de cobre e a substituição de interruptores por outros que suportem altas velocidades de carregamento, por exemplo, 10 gigabits por segundo. Essas atualizações são caras, tanto em termos de mão-de-obra quanto de investimento em equipamentos.

Além disso, isto cria um ambiente não econômico e ineficiente para gerenciar, levando ao aumento das exigências de ventilação e à desordem dos armários de fiação.

Como melhorar a conectividade sem grandes investimentos?

A instalação de uma rede baseada em fibra atende às necessidades das empresas modernas, bem como assegura a evolução econômica de sua rede em direção a velocidades de dados cada vez maiores.

A qualidade de serviço da LAN óptica e a alta largura de banda permitem que vários serviços (voz, vídeo e dados) converjam na mesma rede de fibra, resultando em maior eficiência na manutenção, cabeamento e desempenho geral, maiores taxas de dados por usuário e até 50% de redução nos custos operacionais e de instalação.

O que está por trás desta solução?

A tecnologia que melhora a conectividade é chamada rede ótica passiva gigabit, mais conhecida como GPON.

Entre outras vantagens, este sistema fornece uma enorme quantidade de largura de banda em uma única fibra. É composto por um terminal de rede óptica (OLT), que é um hub central que recebe todas as linhas ópticas vindas de cada local, e um terminal de nó óptico (ONT), que recebe a fibra óptica para levar o wifi a um local.

Esta estrutura garante a priorização do tráfego e o gerenciamento da explosão de dados, de modo que cada usuário ou terminal obtenha o desempenho de que necessita.

Na Isbel, trabalhamos em conjunto com a Nokia para desenvolver e implementar estas tecnologias.

Quais são os benefícios da POL?

Outras vantagens incluem:

Aumento da segurança

Ele proporciona um ambiente altamente seguro para o transporte de dados sensíveis (criptografia avançada com troca de chaves bidirecionais, detecção de intrusão, etc.).

Infra-estrutura confiável

Ela oferece uma infra-estrutura de cabeamento simples e confiável com uma vida útil de mais de 50 anos.

Nenhuma interferência

A fibra óptica é imune a interferências eletromagnéticas, radiofreqüência e pulsos eletromagnéticos.

Espaço de armazenamento

A POL reduz a pegada dos cabos em 90%, devido ao fato de que requer menos equipamento e que os cabos de fibra ocupam menos espaço do que os cabos de cobre.

Economia

Ao implementar uma LAN óptica, o consumo de energia pode ser reduzido em até 40%. Além disso, os custos operacionais são menores devido à economia em manutenção, gerenciamento, contratos de serviço, testes, certificação e upgrades.

Escalabilidade

A capacidade de largura de banda pode ser facilmente aumentada usando o mesmo cabeamento de fibra óptica e fazendo uma pequena mudança no OLT.

Maior velocidade de conexão

As redes POL suportam conexões wifi de maior qualidade: esta tecnologia pode enviar 1 gigabit por segundo para todos os pontos de conexão. Para os usuários finais, isto se traduz em conexões wifi mais rápidas e uma melhor experiência, tanto em termos de acesso a sites ou aplicações quanto em termos de velocidade de upload e download.

Por estas razões, a solução POL se torna um grande portador de padrão para melhorar a conectividade. Ela já está sendo implementada por governos, concessionárias, empresas e operadores de telecomunicações em todo o mundo.

A crescente aceitação no mercado reflete a capacidade das LANs ópticas passivas de suportar as aplicações críticas das organizações de forma mais eficiente do que as LANs tradicionais baseadas em cobre.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Entradas relacionadas